Marca da FJJRO para impressão
Disponível em <http://www.fjjro.com.br/sitenovo/fjjro-lanca-novo-website/>.
Acesso em 06/07/2022 às 20h17.

FJJRO LANÇA NOVO WEBSITE

Portal traz inovação e facilidade para os praticantes de jiu-jitsu do estado de Rondônia.

23 de novembro de 2020, às 13h38 - Tempo de leitura aproximado: 1 minuto

 

O novo website da FJJRO estará de cara nova a partir do próximo segunda, 30 de Novembro de 2020. É o resultado de um novo site, pensado para melhorar os serviços para os atletas e a comunidade em geral do jiu-jitsu.O novo site do FJJRO é mais responsivo, com possibilidade de visualização adequada nos diversos dispositivos móveis, como celulares e tabletes. A ferramenta permite também um diálogo mais intuitivo com o usuário, com menus e seções que direcionam para as informações com mais agilidade e facilidade de compreensão. Outro ponto que vale destacar é a interação com as redes sociais, que podem ser visualizadas no próprio site ou acessadas diretamente, sem dificuldades. “Estou contente com a entrega desta atualização, algo que já planejamos há algum tempo, diante da necessidade de melhoria, já que o nosso site precisava ser renovado.Acessibilidade – O novo portal institucional foi desenvolvido de acordo com o Modelo de Acessibilidade em Governo Eletrônico do Governo Federal – eMAG, que permite que qualquer sistema de acesso à informação interprete as informações adequadamente e da mesma forma, seja por meio de navegadores, leitores de tela, dispositivos móveis (celulares, tablets, etc.) ou agentes de software (mecanismos de busca ou ferramentas de captura de conteúdo). Além disso, o portal conta com funcionalidades como a opção de alto contraste, possibilidades de aumento e diminuição do tamanho das letras, bem como barra de acessibilidade que otimiza a navegabilidade pelos softwares de leitores de tela. O site do FJJRO utiliza a tecnologia WordPress, ou seja, que permite economicidade e facilidade de manutenção, ou seja, que permite economicidade e facilidade de manutenção, ou seja, por ser um software livre, a instituição não precisará contratar empresa terceirizada a cada atualização que tiver de fazer.